Notícias

FADERGS lança campanha “Fome pede Pressa” para população que vive em insegurança alimentar

Campanha da Ânima busca mobilizar a comunidade acadêmica das suas instituições de ensino em todo o País

A pandemia escancarou uma realidade que já era presente na vida de parte da população, mas que foi agravada a partir do início da crise sanitária. Antes da Covid-19, 57 milhões de brasileiros viviam em insegurança alimentar. Em abril de 2021, a pesquisa realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional constatou que 116,8 milhões de pessoas, número que representa 59,4% da população, se encontram em situação de insegurança alimentar. Dessas, 43,3 milhões não têm acesso aos alimentos em quantidade suficiente e 19 milhões passam fome.

Para contribuir com a diminuição da fome no Brasil, o Ecossistema Ânima, o maior e mais inovador ecossistema de educação de qualidade do País, lança a campanha “Fome Pede Pressa”, que vai envolver as instituições de ensino da companhia no País. Além da FADERGS, também participam Anhembi Morumbi, São Judas, IBMR, UniBH, Una, UnP, UNIFACS, FPB, Ages, Faseh, UniRitter, UniFG, UniSociesc, Unisul, UniCuritiba e Milton Campos – além da Le Cordon Bleu.

O Ecossistema Ânima vai executar uma série de ações voltadas para a causa, que se estenderá também em 2022. O pontapé inicial foi nessa quarta-feira (dia 8), com uma live especial comandada pela embaixadora de Turismo e Hospitalidade da companhia, Rosa Moraes, e que contou com a coordenadora do projeto ‘Quebrada Alimentada’, em São Paulo, Adriana Salay, e o chef de cozinha e pesquisador no ‘Instituto Brasil a Gosto’, Max Jacques. E, entre os dias 9 e 16 de dezembro, estudantes, docentes e educadores(as) da organização educacional em todo o país serão estimulados a fazer doações de alimentos que serão entregues para a ONG Gastromotiva em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Já em Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba as doações seguirão para ONGs locais indicadas pelas instituições de ensino do Ecossistema. As escolas da Ânima também estarão de portas abertas para receber contribuições de pessoas que queiram ajudar na campanha.

“Estamos passando por um momento muito difícil, no qual milhões de pessoas não estão conseguindo ter acesso ao mínimo para se alimentar adequadamente. Nós, enquanto uma organização educacional que tem como missão transformar a vida das pessoas, assumimos o compromisso de ajudar quem precisa. Juntos, podemos fazer a diferença e estimular que outras pessoas e/ou empresas conheçam a situação destas famílias e também possam de alguma forma contribuir”, afirma Denise Campos, vice-presidente acadêmica da Ânima.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bem vindo ao novo portal da Fadergs

Mais simples, rápido e fácil de navegar. Que tal conferir um tutorial das novidades?